MANIFESTO DO BARRACÃO CARLOS MARIGHELLA

“É preciso não ter medo, é preciso ter a coragem de dizer. Há aqueles que tem vocação para escravo. Mas há os escravos que se revoltam contra a escravidão.”

Marighella! Marighella! Marighella! Zumbi! Lamarca! Antonio Conselheiro! Maria Bonita! A Classe Operária!

É preciso não ter medo. É preciso destruir a ordem burguesa. Acabar com a Academia. Tomar as ruas. Fazer greve. Ocupar. Explodir a TV. Dinamitar a Bolsa de Valores. Acabar com o capital. É preciso transformar! Não há tempo! Não há tempo de ter medo!

Depredação do patrimônio público? Espaço! Vazio! Construção! Coletiva! Subversão! Cultura! Marginal! Tapumes? Parede! Lona? Teto! Madeira? Fogueira! Martelo! Prego! Calo: Resistência!

Revolução Barracão Carlos Marighella!

(Comando de Greve, 23 de abril de 2012)

7 thoughts on “MANIFESTO DO BARRACÃO CARLOS MARIGHELLA

  1. HAHAHAHA No barraco do movimento que ostenta orgulhosamente a bandeira de Cuba, o símbolo da anarquia e o dístico do socialismo, repousava solenemente uma garrafa de Coca-Cola. Eu tiraria uma foto, mas tive um certo temor, vai que…

    • Essa greve caiu no ridículo a tal ponto que não resta outra coisa a fazer que não seja chacota… tamanho o desgaste rs

  2. Gente,
    Não é possível. Demos descarga no representante máximo dos “Menininhos escrotinhos” e surgem apoiadores?

    Aos apoiadores (que podem estar na fase do “Menininho sem noção”, Vigostky e outros pra vocês:

    “O ser humano nasce na espécie humana e evolui para o gênero humano. Este processo de evolução é determinado pelas relações sociais, e estas relações sociais são mediadas pela cultura.”

    Leiam e reflitam, sendo oportunidade única de não se igualarem ao “falecido” Alpha, o ex-Menino Escrotinho”. Tudo indica que o tapa na bunda quanto nasceu veio tarde demais, prejudicando sua base biológica por falta de oxigênio!

    Esta espécie é do tipo que, não tendo como argumentar, além de se esconder atrás de apelidinhos qualquer, apela para a VIOLÊNCIA FÍSICA fácil facil! Portanto, estudantes, cuidado!

    • Parece-me que o “Sr. Materialismo Dialético” do SECOVI ainda não se deu conta de que já é um senhor crescido…kkkk

      • Alpha, não sei quem é tú, mas tem a idéia mais clara de tudo o que li por aqui. E é muito(a) engraçado(a).
        Lendo o pensamento inicial desta página fiquei muito confuso: se a luta é de todos, porque querem destruir a academia? Que estranho, não? O Lamarca ia por pra trabalhar esses tomatinhos preguiçosos e nunca mais eles falariam o seu nome, teriam raiva do Lamarca, ele punha todo mundo pra trabalhar sem piedade.
        A classe operária não existe mais. Agora uma coisa é verdade, Antonio Conselheiro jamais faria a invasão que fizeram, sabe por que? Porque construiria coisas novas no lugar e rezaria todo dia. E falaria que o sertão vai virar mar e o mar vai virar sertão.

  3. Pingback: Tapumes e acusação ao ME | Greve Unifesp 2012

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s