No blog do JUNTOS!: Unifesp em greve!

por Andreza Maciel Figueiredo, Arlley Parreira e Iann Longhini*

A situação na Universidade Federal de São Paulo está crítica, problemas estruturais nos campi de expansão são gritantes. Para termos uma ideia, o teto do prédio recém-inaugurado da Baixada Santista desabou, os estudantes de Osasco não possuem salas de aula e até o campus São Paulo sofre com infraestrutura, com o problema de incêndio no bandejão, entre outros.

Aqui nos Pimentas, percebemos que o descaso é ainda maior! Desde 2007 foi nos prometido um prédio que até agora não saiu do papel, milhares de livros estão ao relento por não possuírem local para ao menos serem armazenados, nosso bandejão, que já não atendia a demanda dos estudantes em 2011, agora com a entrada de mais de 500 estudantes nesse ano, fica inviável arriscar um lugar, tendo muitos alunos que comer nas partes externas com o prato na mão. Sem mencionarmos as salas de aula inexistentes, pois quando o professor chega para dar aula, já existe outra disciplina sendo ministrada na mesma. Por isso, algumas aulas são ministradas desde 2010 no CEU-Pimentas, ano em que foi inaugurado. Este que é destinado à população guarulhense, é ocupado por estudantes e salas de aula da Universidade Federal de São Paulo. Somos contra a utilização do CEU por isso: o CEU é da população!

Na Unifesp não há espaço ou equipamentos necessários para o desenvolvimento desejado de pesquisas científicas ou grupos de estudos. O laboratório de informática opera apenas com resquícios de internet, superlotando em épocas de prova e, assim, impossibilitando impressões, uma vez que geralmente apenas uma das máquinas funciona regularmente. A xérox avoluma filas gigantescas em todo início e final de semestre, fazendo com que seja impossível xerocar os textos da aula sem desperdiçar pelo menos meia-hora esperando.

Frente a tudo isso, no dia 22 de março os alunos reunidos em assembleia decidiram por paralisar as atividades acadêmicas reivindicando o fim do imbróglio burocrático para a construção do prédio, melhorias estruturais e paridade nos órgãos burocráticos da universidade. O movimento ganhou força e na assembleia seguinte mais de 80% dos estudantes decidiram pela continuidade da greve. Com quórum também recorde os professores decidiram por paralisação com tempo determinado de uma semana a partir de assembleia que será realizada para ratificar o movimento dos professores em 11/04.
O que os alunos estão fazendo, talvez, seja um movimento contrário dos professores, pois alguns colegiados se reuniram e apoiaram a saída da Unifesp do Bairro dos Pimentas, enquanto os estudantes têm isso como uma de suas bandeiras principais e realizaram um ato no dia 28/03 com o tema “derruba o muro, a Unifesp é de todo mundo” e um vídeo para que a Unifesp permaneça no bairro. Mas o movimento não se restringiu somente a Guarulhos, a luta dos estudantes da Unifesp-Guarulhos busca cada vez mais ampliar-se e pluralizar-se, como pela realização de um flash mob na Av. Paulista, no dia 03/04, pelo projeto de unificação de todas as universidades federais que vivem uma situação parecida, o que não é à toa, mais de 20 universidades federais entraram em greve nos últimos anos.

Além de tudo isso, com o Sisu, estudantes oriundos de todas as partes do Brasil chegam para estudar em São Paulo, porém, existem dificuldades para a permanência destes estudantes e de todos os outros no campus que precisam de algum tipo de auxílio-permanência. A dificuldade de acesso pela precariedade de transporte público, ou pela escassez de auxílios estudantis e constantes atrasos nos pagamentos dos beneficiados fazem com que o campus Guarulhos seja um dos maiores em evasão em toda Unifesp. Pesquisa realizada pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis revela que a maioria da família dos estudantes do campus Pimentas tem renda inferior a cinco salários, porém, não é o campus que recebe mais assistência.

Estamos na luta para que Estudantes, Professores e Funcionários estajam JUNTOS! na luta por uma educação pública, gratuita e de qualidade!

Estamos JUNTOS! por:

– Uma democratização de fato da universidade pública (hoje 80% dos alunos do ensino superior estudam em instituições privadas, o que denota o avanço constante do ensino privado, pela falta de qualidade e de vagas no ensino público);

– Por infra-estruturas e condições adequadas às universidades públicas de um país que se diz a 6ª economia do mundo, mas 84º IDH e 88º educação;
– Por uma estrutura tripartite de poder na universidade pública, por conselhos universitários que representem a totalidade da comunidade acadêmica, e não os atuais fantoches que apenas legitimam as decisões da burocracia acadêmica.

________________________________________________

*Andreza Maciel Figueiredo, Arlley Parreira e Iann Longhini são estudantes da Unifesp-Guarulhos dos cursos de Letras, Filosofia e Ciências Sociais, respectivamente e são militantes do Juntos! Por outro Futuro

fonte: http://juntos.org.br/2012/04/unifesp-em-greve/

One thought on “No blog do JUNTOS!: Unifesp em greve!

  1. Pessoal,

    M A R A V I L H A!

    Este blog respira TRANSFORMAÇÕES.

    É importante nas horas vagas, a exemplo da régia disciplina acadêmica, fazer uma leitura dos informes via internet e produzir textos que combatam o atraso escolástico imposto por alguns professores e direçãoi da UNIFESP.

    Sejam de qualidade duvidosa ou não a leitura dos textos poderá ser uma excelente ferramenta produzida, produziada pelos SUJEITOS QUE PRETENDEM FAZER HISTÓRIA NOS PIMENTAS para além de simples questões materiais ou a serviços de poucos que efetivamente serão formados (a dedo) por algumas correntes academicistas ou não.

    Tanto na Internet quanto nas assembléias, este PESSOAL não consegue ultrapassar 10% dos VOTOS. É incrível. Até que tentam a exemplo de ALGUNS PROFESSORES tapar o SOL COM A PENEIRA. Mas tá difícil.

    Agora, como tática, penso que todos deveriam levar CONTEÚDO ao BLOG ANTI-GREVE. Pessoal, sério, tento ler todos os informes lá postados pelos que DEFENDEM O FIM DA GREVE e estão no senso comum, nada dizem de concreto, nem na CARACTERIAÇÃO DOS PROBLEMAS DA UNIFESP PIMENTAS, ou pior ainda: NADA DIZEM SOBRE COMO RESOLVER ESTA QUESTÃO, ficam sempre no desgastado argumento de que a GREVE NÃO É A ÚNICA SOLUÇÃO. Acreditam em MILAGRES!

    Estes artigos FALIOSOS e no marco do SUJEITO PRÁTICO-UTILITÁRIO estão sendo lidos por alguns ESTUDANTES que não dedicam o mesmo tempo para ler o BLOG GREVE UNIFESP e ficam viajando neste equivoco.

    Temos de DESMASCARAR os autores deste blog que, em parceria com os desesperados inquisitórios escolásticos, além das MANOBRAS COMO NA ÚLTIMA ASSEMBLÉIA na abominavel tentativa de INFLUENCIAR NA DECISÃO DOS ESTUDANTES – DANÇARAM E PERDERAM E FEIO: 80% votaram CONSCIENTEMENTE E LIVREMENTE pela continuidade da GREVE!

    Agora, tem uma ATIVIDADE FUNDAMENTAL E OBRIGATÓRIA PARA TODOS QUE RESPALDAM ESTA GREVE: ampliar o APOIO DOS ESTUDANTES E DA SOCIEDADE EM DEFESA DE QUASE 100 (CEM) ESTUDANTES QUE ESTÃO SENDO ACUSADOS DE CRIME.

    Ainda não temos a LISTA COMPLETA, portanto, deve ser maior!

    Todos, absolutamente, todos os ATOS CONTRA A PRECARIZAÇÃO E PÉSSIMAS CONDIÇÕES DA UNIFESP PIMENTAS QUE “COMPROMETEM DE FORMA CONTUDENTE A QUALIDADE DO ENSINO NESTA UNIVERSIDADE”, respingando diretamente na FORMAÇÃO ACADÊMICA (vejam documentos enviado à CONGREGAÇÃO no final de 2011 e, ainda, RELATÓRIO DOS DOCENTES ENTREGUE NA REITORIA) que DESQUALIFIM NOSSOS FUTUROS OU ATUAIS DIPLOMAS, isto sim, poderá com certeza ser um dos COMPONENTES de uma verdadeira ação criminosa, intencional ou não, CONTRA TODOS QUE TENTAM MANTER SEUS PRIVILÉGIOS ÀS CUSTAS da quase TOTALIDADE dos ESTUDANTES DO CAMPUS PIMENTAS!

    “SEMANA DE DEFESA E APOIO CONTRA A PUNIÇÃO CRIMINAL DOS ESTUDANTES DA UNIFESP PIMENTAS QUE LUTAM PELA QUALIDADE DO ENSINO PÚBLICO!”

    Reflitam, compareçam e apoiem a resistência a este estado de coisas!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s